Compartilhe!



Lobisomen! Vampiro! Zumbi! Essas coisas podem parecer filme de Hollywood, mas a verdade é que tem pessoas que vivem com doenças estranhíssimas!

10 – Fibrodysplasia ossificans progressiva – “Sindome de Homem de Pedra”
Fibrodysplasia ossificans progressiva (FOP) é ​​uma doença genética progressiva que transforma os tecidos moles em osso ao longo do tempo. O gene ACVR1 encontrado nos ossos, músculos, tendões e ligamentos regula o crescimento e o desenvolvimento desses tecidos e é normalmente responsável por transformar a cartilagem no osso à medida que os filhos se desenvolvem. No entanto, as mutações deste gene podem permitir que a ossificação não seja controlada durante a vida de um doente, mesmo transformando o músculo esquelético em osso e fazendo com que as juntas se fundam.

Esta desordem ocorre em cerca de 1 em 2 milhões de pessoas, e atualmente não há tratamentos ou curas. Trauma exacerba a condição, então as tentativas de remover o osso cirurgicamente apenas resultaram no corpo produzindo ainda mais osso na área.

via Wikimedia Commons

9 – Ilusão Cotard – Síndrome do Cadáver Andante
A Ilusão de Cotard é um distúrbio mental raro em que uma pessoa acredita sinceramente que ele ou ela está faltando partes do corpo – como o cérebro – ou está realmente morto. Os sofredores tendem a não comer ou tomar banho, e eles costumam passar o tempo em cemitérios, desejando estar enterrado com seus iguais.

Esta desordem foi conectada a uma disfunção nas áreas do cérebro responsável por reconhecer e associar emoções com rostos, incluindo as suas próprias. Isso causa um completo desapego emocional e remove qualquer senso de identidade pessoal ao olhar para seus corpos. Os medicamentos podem ser usados ​​para tratar a condição, embora a terapia eletroconvulsiva tenha funcionado melhor em alguns casos.

via Wikipédia

8 – Urticária Gelada “Alergia Gelada”
Sempre que o Inverno vem se aproximando as pessoas que sofrem com a urticária gelada precisam estar preparados. O contato com o ar frio ou a água pode desencadear uma reação de histamina, como uma alergia às abelhas ou amendoim. Isso pode causar coxas e inchaço nas áreas afetadas. Aqueles que têm condições severas podem sofrer um inchaço extremo da garganta e da língua, o que pode ser fatal.

Não está claro o que causa essa condição, embora possa ser tratado com anti-histamínicos comuns usados ​​para pessoas que sofrem de alergias domésticas ou sazonais.

Via

7 – Epidermodysplasia Verruciformis, Lewandowsky-Lutz dysplasia, “Síndrome do Homem Árvore”
O que parece ser casca de árvore que cresce fora da pele de alguém pode ser realmente epidermodisplasia verruciforme. Claro, não é casca. Esses crescimentos são realmente verrugas que podem ser exacerbadas pela exposição à luz solar. Embora essas verrugas possam ser benignas no início da vida, elas podem tornar-se malignas mais tarde na vida.

As verrugas são causadas por uma rara mutação dos genes EVER1 / EVER2. Embora a função dos genes não seja realmente bem compreendida, as mutações fazem com que a pele seja extremamente suscetível aos papilomavírus humanos 5 e 8, que geralmente não causam doenças. Embora existam algumas opções de tratamento disponíveis para mitigar os sintomas, não há cura.

Via



6 – Xeroderma Pigmentoso – “Síndrome do Vampiro”
Os seres humanos precisam da luz solar para sintetizar a vitamina D, mas uma exposição excessiva aos raios UV do Sol pode danificar a pele. Aproximadamente 1 em 1 milhão de pessoas tem xeroderma pigmentoso e são extremamente sensíveis aos raios UV. Essas pessoas devem estar completamente protegidas da luz solar, ou sofrerão queimaduras solares extremas e quebras da pele. Se alguém com a condição não for cuidadoso, eles poderiam facilmente desenvolver câncer de pele.

Xeroderma Pigmentoso é causada por uma rara mutação recessiva das enzimas de reparo de excisão de nucleotídeos. Funcionando normalmente, essas enzimas corrigem o DNA danificado que pode ser causado por raios UV. Para aqueles com essa condição, as enzimas não funcionam corretamente e o dano do DNA persiste e se acumula. Embora existam alguns tratamentos disponíveis, a melhor prevenção contra danos é simplesmente ficar completamente fora da luz solar, assim como um vampiro.

Via

5 – Filaríase ou Elefantíase
A Filaríase é uma obstrução dos vasos linfáticos que provoca um inchaço extremo da pele e dos tecidos, tipicamente nas pernas ou nos testículos. Esta condição desfigurante pode ser provocada de várias maneiras, embora um parasita transmitido por mosquito seja a causa mais comum. Mais de 40 milhões de pessoas foram afetadas pela condição.

Existem medicamentos disponíveis para matar o parasita, por isso a intervenção precoce produzirá o melhor resultado. Existem opções cirúrgicas se o elefantiasis afeta os testículos, mas não os membros.

Via

4 – Hipertricose – “Síndrome do Lobisomen”
Enquanto muitas mulheres podem arrancar as sobrancelhas para remover alguns cabelos estranhos desprezíveis, aqueles que sofrem de hipertricoses têm crescimento de cabelo anormal que cobre seus corpos. As caras podem ser completamente cobertas de cabelos longos, razão pela qual a condição ganhou o apelido de “síndrome de lobisomem”.

A hipertrose pode ser congênita ou adquirida. Aqueles nascidos com a condição podem sofrer de uma das várias mutações genéticas conhecidas. Alguns que obtiveram a condição mais tarde na vida adquiriram isso como um efeito colateral de tratamentos contra a calvície (tenha cuidado com o que você deseja …), embora existam alguns que não têm uma causa óbvia. As opções de tratamento incluem métodos tradicionais de depilação, embora mesmo a depilação e os tratamentos com laser normalmente não proporcionem resultados duradouros.

3 – Aquagenic Urticária
Como a maioria do nosso corpo é feito de água, parece estranho que uma alergia dessas. Embora não seja uma alergia verdadeira, porque não desencadeia uma resposta de histamina, há alguns que desenvolvem urticária e remédios com coceira mesmo após meros minutos de exposição à água.

Esta condição é bastante rara, e a causa não é bem conhecida. Alguns especularam que a própria água não é a causa, mas sim substâncias químicas específicas ou impurezas que são ubíquas dentro da água. No entanto, mesmo a água purificada pode desencadear uma reação entre alguns. O tratamento mais comum é a aplicação tópica de capsaicina, que é usado para aliviar a dor.

2 – Síndrome Mão Alienígena
A frase “a mão direita não sabe o que a esquerda está fazendo” é, na verdade, literalmente verdade para algumas pessoas. A condição envolve uma mão desonesta que age de forma independente, agarrando objetos ou se movendo de forma contrária ao que o indivíduo deseja fazer.

Às vezes, um efeito colateral raro nas lesões cerebrais ou no corte cirúrgico do corpo caloso é a incapacidade de controlar as ações de uma mão. Não há cura para esta condição, embora os sintomas possam ser gerenciados, certificando-se de que a mão está ativamente envolvida na atividade.



1 – Síndrome do Sotaque Estrangeiro
Os sotaques podem revelar muita informação sobre de onde alguém é, e quase todos tentaram falar com um sotaque estranho à sua região natal. No entanto, algumas pessoas desenvolvem uma condição que faz com que eles incontroláveis ​​falem com um sotaque estrangeiro, mesmo que nunca tenham visitado essa área antes. Muitas vezes, vários tipos de sotaques podem ser usados ​​em diferentes momentos, ou podem até ser misturados.

Esta doença rara geralmente ocorre como um efeito colateral após acidente vascular cerebral ou outra lesão cerebral. A pessoa com a condição não só altera o tom da voz, mas também altera a colocação da língua durante a fala. O único tratamento para esta condição é uma extensa terapia de fala para treinar o cérebro para falar de uma certa maneira.

Via

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe!